BOA FORMULAÇÃO DE OBJETIVOS

 

Esta é uma ferramenta desenvolvida para te ajudar a decidir se quer investir em um determinado objetivo. Muitas vezes criamos expectativas irrealistas quando pensamos em algo que almejamos. Aí não medimos esforços para alcançar nossa meta e quando alcançamos nos frustramos muito ao ver que não era exatamente aquilo que queríamos. Outras vezes não sabemos por onde começar ou o que podemos fazer para conseguir alcançar o objetivo e deixamos de investir nele de modo que ele se perde no tempo. Com os passos a seguir você poderá dominar boa parte das variáveis que podem comprometer o alcance de seus objetivos ou poderá concluir antes mesmo de começar
a investir tempo, dinheiro e energia que aquele objetivo não vale a pena o seu esforço. Para isso preencha os campos abaixo 

 

OBJETIVO:

1 - Forma afirmativa.

O objetivo deve ser sempre expresso em termos afirmativos.

O objetivo é algo que se quer e não algo que não se quer.

 

EU QUERO..................................................................................................................................

 

2 - Deve ser controlado pelo sujeito: Não se deve estabelecer os objetivos para outros cumprirem. Se algo é muito importante para você, não coloque nas mãos dos outros. Onde está a sua atenção, está a sua energia e a sua vida. Dessa forma, você  deve assumir que a responsabilidade pelo alcance do objetivo é toda sua. Mesmo que envolva outras pessoas a ideia aqui se centra em você concentrar-se em sua parcela de responsabilidade. Se você faz a sua parte, entregue para que
o universo se encarregue de tornar aquilo possível. O importante aqui é você ter se responsabilizado
e cumprido a sua parte.

 

DEPENDE DE QUEM? .............................................................................................................

 

3 - Deve ter uma data: O objetivo deve ser situado no tempo. Sem data ou prazo o objetivo fica perdido. Nosso cérebro pode funcionar como um radar para encontrar a oportunidade para implementarmos nossos objetivos. Sem data deixamos de dar uma coordenada importante para ele seguir. Quando não colocamos uma data não há planejamento e temos apenas um sonho e  não um objetivo.

 

Quando você quer?

De tal dia a tal dia. De tal mês a tal mês e ano.

 

............ /............ /............   a   ............ /............ /............       

 

4 - Evidências

O objetivo deve ser adequadamente especificado e segmentado.

Imagine-o e descreva-o para si próprio, especificando o quê, onde, quando, com quem e como você quer realizar tal coisa.

Quanto mais completa for a ideia do objetivo que deseja atingir, mais seu cérebro poderá ensaiá-lo
e perceber as oportunidades para atingi-lo.

 

- Visuais: IMAGINE-SE já tendo conseguido o objetivo.                   

- Auditivas: O que FALA consigo quando atinge o objetivo. Qual é o diálogo interno?

- Cenestésicas:  O que SENTE já tendo conseguido o objetivo.

 

As outras pessoas com quem você convive também terão algumas evidências de que você atinge os objetivos.

 

- Visuais: - O que as pessoas vão ver em você quando virem que você atingiu o objetivo?                     

- Auditivas: - O que as pessoas vão pensar ou dizer  sobre você quando atingir o objetivo?

- Cenestésicas: - O que as pessoas vão sentir quando você atingir o objetivo?

 

5 - Recursos:

Liste o que você ja tem:
 

Liste o que ainda não tem: onde, como, com quem, quando vai buscar

 

6. Ecologia (equilíbrio): para cada decisão que tomamos na vida, perderemos algo. Essa é uma lei. Não devemos ignorar esses aspecto para que não nos frustremos quando chegarmos na etapa final e então nos arrepender de todo o esforço investido por algo que não queríamos perder. É preciso aqui ter uma visão mais sistêmica de nossa vida e pensar de que forma o alcance dessa meta prejudicará outras áreas de sua vida como a familiar, saúde, finanças, lazer, carreira. Ex. uma cliente tinha o objetivo de ter um filho e ao mesmo tempo também queria fazer o pós-doutorado e quando fez este exercício viu que um objetivo conflitava com o outro.  Considerando uma hierarquia de valores precisou adiar a gratificação de um de seus objetivos, pois percebeu que até conseguiria levar os dois objetivos, mas que poderia sacrificar a sua saúde e prejudicar o relacionamento com seu marido além de não poder dar a atenção que gostaria ao filho. Verificar ganhos e perdas (o que ganha e o que perde com esse objetivo):

 

Liste em em tabela com duas colunas colocando lado a lado perdas e ganhos:

 

7.Visão de futuro: imaginar-se num futuro próximo, num futuro médio e num futuro distante já tendo atingido esse objetivo. Perceber a sensação de se sentir vitorioso (a).

Esse sétimo passo envolve um exercício de visualização. Antes de fazê-lo faça uma técnica de relaxamento para que o aprendizado seja maior. Nosso cérebro não diferencia um exercício imaginativo bem feito do que é realidade. Quando você repete em imaginação o que você quer fazer, a tendência é que o seu cérebro já te indique as coordenadas do que você deve fazer quando a oportunidade chegar, mesmo que você não esteja muito consciente disso. Lembre-se que pensamentos geram realidades, dessa forma crie pensamentos com imagens. Sensações e emoções mais fortes a tendência que todo o seu organismo aprenda a fazer esse caminho para você. 

© 2020 By Prisicila Silveira